Formação na Specialisterne

Formação para aproveitar o talento das pessoas com autismo e melhorar as suas capacidades sociolaborais.


O nosso Programa de Formação oferece às pessoas com autismo e diagnósticos similares uma oportunidade que pode mudar as suas vidas, identificando e desenvolvendo o seu talento para a aplicação no ambiente de trabalho. Avaliamos os nossos candidatos para revelar quais são as suas habilidades especiais, competências pessoais e profissionais, seus interesses, bem como suas necessidades e desafios. Para a maioria, este processo inicial é, muitas vezes, o primeiro passo para uma carreira que nunca tinham almejado seguir.

Revelar o talento

O nosso objetivo inicial é enxergar além do diagnóstico e identificar o talento: por exemplo, a capacidade de identificar padrões que não são visíveis facilmente para a maioria das pessoas, a capacidade de manter um nível muito alto de concentração durante períodos muito longos de tempo, ter uma memória excepcional, ou ser capaz de realizar tarefas repetitivas e não cometer erros. As habilidades são tão variadas quanto as personalidades dos candidatos.

Consideramos que, devido à natureza do TEA, da síndrome de Asperger, do TDAH e de outros diagnósticos similares, os nossos candidatos costumam ter necessidades ou dificuldades muito específicas quando pensam num possível posto de trabalho. Alguns deles, por exemplo, podem necessitar de certa flexibilidade nas suas horas de trabalho, e outros podem necessitar de aconselhamento específico ou de uma estrutura muito clara e previsível no seu dia a dia. Os candidatos são diferentes uns dos outros. A nossa equipe de gestores de pessoas está especialmente formada para conhecer as necessidades de apoio individuais e oferecer orientação nos postos de trabalho.

Uma vez que temos o perfil do candidato determinado, trabalhamos para encontrar uma oportunidade de trabalho que seja adequada. Se o candidato tiver um perfil para a área de tecnologia, na maioria das vezes nós oferecemos um emprego como consultor na Specialisterne.

Nos casos em que o perfil do candidato não se encaixa nos trabalhos disponíveis, nós oferecemos apoio e orientação adicional na identificação de alternativas de emprego ou oportunidades de formação adicional.

Formação técnica

Os candidatos com TEA/Asperger ou diagnósticos semelhantes recebem formação em áreas tais como os testes de software e o tratamento de dados e documentos, duas áreas para as quais os candidatos costumam estar especialmente capacitados e para as quais costumamos ter maior demanda de profissionais. Também oferecemos formação para tarefas ou ferramentas específicas que são requeridas pelos nossos clientes.

Os principais módulos de formação técnica são:

  • Conceitos básicos de programação mediante robôs LEGO Mindstorm.
  • Gestão de projetos, tarefas e tempo com a metodologia ‘Scrum’ (bastante utilizada atualmente no setor tecnológico).
  • Automação de escritório e tratamento de dados e documentos (com ferramentas como Microsoft Office).
  • Testes de software, incluindo a preparação para a certificação do Foundation Level do ISTQB, que credita os testadores de software em mais de 100 países.

Formação sociolaboral

Ao longo dos 5 meses de formação, e de forma transversal, também formamos e preparamos os alunos em competências sociolaborais que são imprescindíveis para assegurar sua empregabilidade.

Acreditamos no potencial das pessoas e em sua capacidade para aprender novas estratégias e condutas que lhes permitam manter um emprego. Contamos com um modelo de competências, que nos permite projetar o desenvolvimento de nossos alunos, consultores e de toda a equipe que trabalha na Specialisterne. Para nós, as competências sociolaborais são tão importantes quanto as competências técnicas.

Na Specialisterne, utilizamos diferentes estratégias/ferramentas de aprendizagem para o desenvolvimento de competências sociolaborais, entre elas:

  • Formação específica em temas laborais: confidencialidade, mapa de competências, elaboração de CV, entrevistas, etc.
  • Figura do tutor ou coach: apoio individual e específico para o plano de desenvolvimento individual.
  • Espaços de diálogo estruturado para criar os objetivos a serem trabalhados e valorizar as possíveis estratégias para consegui-los.
  • Valorização contínua: seguimento constante durante todo o processo para observar evolução e necessidades individuais.
  • Atividades sociolaborais para estimular a interação em grupo em situações sociais diversas, ressaltando as mais adequadas a um ambiente de trabalho.

Formação

Início do próximo curso: 03/setembro

O próximo curso de formação começará em 03 de setembro de 2018 em nossa unidade, em São Paulo.

Os cursos oferecem até 12 vagas.

Quanto dura a formação: 5 meses

A formação tem uma duração de 5 meses.

Em alguns casos muito pontuais, alunos que estão na fase final de práticas e que já estão prontos para trabalhar podem se incorporar à Specialisterne um pouco antes.

Em outros casos, estendemos a fase de práticas do aluno para poder continuar desenvolvendo as competências técnicas e sociolaborais.

O horário de formação é:

  • Segunda: de 9:00 às 12:30h.
  • Terça, Quarta e Quinta: de 9:00 às 12:30h e de 13:30 às 16:30h.
  • Sexta: das 9:00 às 12:00h.

Durante as manhãs, em sala de aula, existe um formador em TI (Tecnologia da Informação) e um tutor. Às tardes, a sala de aula está a cargo de um ou dois tutores.

semana

Em que consiste a formação: competências técnicas e sociolaborais

A formação da Specialisterne pretende capacitar os alunos, tanto do ponto de vista técnico como sociolaboral, para que possam trabalhar em tarefas de tratamento de dados e documentos, de testes de software e também em outras mais complexas.

A formação é estruturada em 3 blocos:

  • Adaptação, fase em que favorecemos a adaptação do aluno ao ambiente, podemos conhecê-lo, e o formamos em aspectos básicos de gestão de projetos e de informática. Para isto, utilizamos os robôs LEGO Mindstorms, instruindo os alunos em sua programação e uso. (Não são requeridos conhecimentos prévios em informática).
  • Formação de especialistas, quando proporcionamos formação em ferramentas de tratamento de dados, na gestão de projetos e em testes de software. Os alunos que desejarem, podem se apresentar a um exame oficial externo (BSTQB) de testes de software que lhes credita a nível internacional. Em paralelo, trabalhamos, de forma muito individualizada e com a ajuda do tutor, as competências sociolaborais de cada aluno, com ênfase sobre a melhora da sua empregabilidade.
  • Práticas, onde colocamos os alunos em uma situação cada vez mais similar à que eles vão encontrar em um emprego, ao tempo em que se exercita realizando diferentes tipos de tarefas. Continuamos trabalhando as competências sociolaborais, explorando as motivações de cada aluno e estabelecendo os tipos de tarefas com as quais pode haver um melhor encaixe.

 

formacao-5-meses

Idioma da formação: português

Toda a formação é conduzida em língua portuguesa.

O que acontece, ao terminar a formação

O destino ideal de nossos alunos é que, ao terminar o curso de formação, incorporem-se à Specialisterne como consultores. Toda a equipe da Specialisterne trabalha para alcançar esse objetivo.

Mas, em alguns casos, essa incorporação pode demorar porque:

  • O aluno ainda precisa melhorar competências técnicas ou sociolaborais e temos que estender o período da sua formação.
  • O aluno já está preparado, mas aguardamos um primeiro projeto. Durante a espera, o aluno segue em formação.

Em alguns casos, não oferecemos um posto de trabalho ao aluno, por considerar que não conseguiu um nível mínimo de cumprimento dos objetivos que nos permita contratá-lo. Nestes  casos, proporcionamos uma proposta de plano de desenvolvimento pessoal ou tentamos redirecionar o aluno a alguma alternativa ou onde pensamos que possa ter uma oportunidade de trabalho mais adequada às suas habilidades ou interesses, ou apoiando em eventuais processos de entrada.

Finalmente, temos alunos que ao terminar o curso, e depois de se desenvolver em muitos aspectos técnicos e ou sociolaborais, preferem retomar seus estudos ou inclusive procurar um emprego por conta própria.

Na escala internacional, a taxa de sucesso do modelo de formação da Specialisterne (medida como % de alunos que passam a ser contratados pela Specialisterne ou em alguma outra entidade em um prazo de poucos meses após terminar a formação) é de 80%.


Perfil de nossos alunos

Perfil geral dos alunos

Os alunos da Specialisterne costumam ter um diagnóstico de TEA.

A formação da Specialisterne dura apenas 5 meses. Assim, procuramos pessoas que tenham um interesse real em trabalhar, pois a probabilidade de haver oportunidade de trabalho depois é alta. A idade mínima para entrar no curso é de 18 anos.

O aluno deve ter um certo grau de autonomia pessoal e, na medida do possível o apoio do seu entorno familiar. A formação na Specialisterne também pode auxiliar o desenvolvimento da autonomia, com aspectos como o uso do transporte público e ajuste ao horário pelas manhãs.

Em relação à formação prévia, é bastante variada. Alguns alunos apenas terminaram o ensino médio, enquanto outros concluíram alguma formação profissional ou iniciaram ou, inclusive, terminaram estudos universitários.

Nos links seguintes você pode conhecer mais detalhes dos diferentes tipos de perfis.

Perfis dos alunos para tratamento de dados e documentos

Os alunos, uma vez contratados, costumam trabalhar em duas grandes áreas: tratamento de dados e de documentos (isto é, trabalhos mais administrativos); e testes de software.

Os trabalhos de tratamento de dados e documentos costumam ser muito procedimentais e bastante repetitivos. Alguns exemplos são a entrada de dados de formulários, pedidos ou faturas, a revisão de bases de dados de contatos, o inventário e catalogação de documentos, a digitalização, a edição de grandes volumes de fotos ou vídeos, etc.

Ainda assim, dentro desta área, os projetos nos quais a Specialisterne trabalha são bastante variados. Há alguns que são muito repetitivos, enquanto outros apresentam muita variabilidade e precisam de maior flexibilidade. Em alguns casos, quem os realiza tem que aplicar continuamente critérios para tomar decisões, enquanto em outros a tarefa é mais simples e não está sujeita a decisão alguma.

Em qualquer caso, para estes tipos de trabalhos, é útil ter um bom manejo de Windows e de aplicações tipo Microsoft Office. Além disso, qualquer formação administrativa, com Office ou digitação é certamente uma ajuda.

A Specialisterne, ao longo dos 5 meses de formação, passa a conhecer bem o aluno, suas capacidades e interesses. Busca-se, em seguida, inserí-lo em um projeto no qual se encaixe bem.

Perfis dos alunos para testes de software

Na área de testes de software, distinguimos dois tipos de tarefas:

  • Execução de testes, onde deve se comprovar que uma aplicação, uma web, um aplicativo, etc. funciona, desde o ponto de vista do usuário, como deve.
  • Definição de testes, automatização de testes e outras tarefas de testes de software mais avançadas.

Os projetos de execução de testes costumam estar bastante definidos e preparados, e em si não exigem que quem os realiza tenha conhecimentos de informática além dos de um usuário avançado. Portanto, é frequentemente necessária uma certa motivação pela informática. Também demandam uma maior flexibilidade e capacidade de realizar tarefas não totalmente preestabelecidas e detalhadas. Partindo desses pontos, qualquer aluno que passe pelo processo de formação de 5 meses recebe formação e práticas suficientes para poder realizar este tipo de tarefa.

Em relação às tarefas mais avançadas de testes de software, é necessária uma formação prévia em informática e uma clara motivação pelo desenvolvimento de software, além de certa criatividade. Em alguns casos, alunos que começam realizando tarefas de execução de testes formam-se progressivamente e podem passar a executar tarefas mais avançadas.

Perfis com muita formação prévia

Alguns de nossos alunos têm formação em informática, estudos universitários de diversos tipos (geralmente, carreiras técnicas) ou se formaram sozinhos, ou ainda, conciliando cursos de curta duração.

Na medida do possível, na Specialisterne, tentamos aproveitar essa formação. Assim, temos alunos que estão trabalhando em projetos de desenvolvimento de software, de segurança em informática e criptografia, de análise matemática (big data), etc.


Emprego depois da formação

Há compromisso de emprego?

Não, a Specialisterne não garante um emprego ao aluno ao terminar o curso. Mas o objetivo da Specialisterne é formar pessoas para incorporá-las no mercado de trabalho, então a taxa de emprego dos escritórios da Specialisterne no mundo costuma ser alta (atualmente, de mais de 60%).

A Specialisterne contrata os alunos quando há um primeiro projeto com algum cliente onde situá-los. Isso, logicamente, nem sempre pode acontecer no dia seguinte ao término da formação. Por isso, enquanto se aguarda esse momento, é oferecida ao aluno a possibilidade de prolongar a fase final da formação (práticas) para se preparar melhor. Essa prolongação da formação não tem custo algum para o aluno.

Tipo de contrato: indefinido e com jornada completa

Salvo pouquíssimas exceções, o tipo de contrato que a Specialisterne faz com os alunos – que passam a ser consultores – é indefinido.

Também salvo exceções justificadas – como razões médicas ou derivadas do diagnóstico – o horário de trabalho é de 40 horas semanais.

No caso de um projeto no qual um consultor trabalha se encerrar, Specialisterne realoca esse consultor em outro projeto. Se houver um tempo de espera, o consultor continua trabalhando na Specialisterne e se dedica, nos escritórios da Specialisterne, a projetos internos e a melhorar sua formação técnica e sociolaboral.

Emprego com apoio de um coach
Todos os consultores da Specialisterne têm escolhido um mentor ou tutor, com quem se reúne toda semana ou a cada duas semanas e que está acessível em todo momento. O papel deste mentor é apoiar o consultor em qualquer situação complexa (como por exemplo, no início de um novo projeto) e continuar sua formação e guia em aspectos sociolaborais.
Carreira profissional

A Specialisterne objetiva que seus consultores possam desenvolver uma carreira profissional, passando de forma progressiva a realizar projetos mais complexos, à medida que se formam e ganham experiência e confiança.

Os projetos que a Specialisterne realiza para seus clientes frequentemente são de diversos meses ou inclusive anos, pois podemos contar com um entorno estável, sem mudanças contínuas. Mas, na medida do possível, tentamos fazer com que cada consultor passe a assumir progressivamente projetos mais complexos, desenvolvendo-se como profissional e, portanto, obtendo um salário maior.


Custo do curso

Custo do curso

O propósito da Specialisterne é conseguir fazer com que a Formação seja gratuita. Almejamos este objetivo em todos os países, procurando subvenções públicas e doações privadas. No Brasil, a Specialisterne está em busca destas possibilidades para que os candidatos e famílias não tenham que arcar com os custos, mas atualmente a participação no Programa não é gratuita. A Specialisterne financia a grande maioria dos custos envolvidos, porém solicita-se aos candidatos o valor de 600 reais em cada um dos meses de Formação.

Nos casos em que a Formação precisa ser estendida para além dos 5 meses, não há qualquer custo adicional para o candidato.

De toda forma, pedimos que as dúvidas relacionadas a este aspecto possam ser esclarecidas em contato direto conosco. Procuramos alternativas com o objetivo de que o aspecto financeiro nunca seja uma barreira para a Formação conosco.

 


Casos reais

Somos avaliados em satisfação pelos nossos clientes com um valor de 4,4 em uma escala de 1 a 5. Leia casos como os da IHFood, GlobalConnect e TDC para conhecer os serviços de TI que proporcionamos.

Clique aqui para ver os nossos casos.

Clique aqui para ver o caso da SAP.

Fale Conosco

A nossa prioridade é divulgar o valor da Specialisterne e o nosso objetivo de contribuir para a criação de um milhão de postos de trabalho para pessoas com autismo e desafios similares. Siga-nos no Facebook, LinkedIn ou Twitter.