Situação do emprego para pessoas com TEA


Artigo especialmente interessante,  “Spectrum shift” , que  o jornal The Economist publicou hoje, fazendo uma visão geral sobre a  situação do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), abordando temas como o diagnóstico e as dificuldades na escola.

Depois, foca na área do trabalho, destacando o número mínimo de adultos com TEA (12% com emprego em tempo integral no caso de alto desempenho e 2% em outros casos). Menciona que 87% dos jovens com TEA que têm um apoio específico nesta etapa encontram trabalho, em comparação com 6% das pessoas que não têm esse suporte. Finaliza explicando sobre diversas iniciativas, como a Specialisterne, e fornece dados sobre o custo econômico de não empregar pessoas com TEA.

Sem dúvida, um artigo que merece uma leitura com atenção.

 

Casos reais

Somos avaliados em satisfação pelos nossos clientes com um valor de 4,4 em uma escala de 1 a 5. Leia casos como os da IHFood, GlobalConnect e TDC para conhecer os serviços de TI que proporcionamos.

Clique aqui para ver os nossos casos.

Clique aqui para ver o caso da SAP.

Fale Conosco

A nossa prioridade é divulgar o valor da Specialisterne e o nosso objetivo de contribuir para a criação de um milhão de postos de trabalho para pessoas com autismo e desafios similares. Siga-nos no Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter e Youtube.